BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS »

domingo, 25 de julho de 2010

Romance moderno.

Ainda era dia quando se conheceram, não trocaram olhares, muito menos se abraçaram ou algo do tipo. Apenas trocaram endereços eletrônicos e pronto, amor ao primeiro clique, por assim dizer.
Tão estranho, tão sem afeto e tão passageiro.
Normal. Deve ser a época, início de século deve ser mesmo assim, confuso.
Mas voltemos ao nosso recém formado casal. Agora eles já trocaram um “oi” tão sem graça, sabem dos gostos um do outro, que tipo de música, filme e até a banda favorita um do outro. É fato que nunca se tocaram, nunca aconteceu um olhar mais carinhoso ou um toque mais incisivo, mas eles se conhecem muito bem sim, sabem quantos irmãos, onde mora, o time pra qual torce e tudo isso...
Conversam todos os dias, muitas vezes atravessam a madrugada trocando confidências, segredos e falando de relacionamentos anteriores. Até que um dia ele propõe que se encontrem, para que possam finalmente trocar carícias e um beijo logo de cara. Ela aceita, antes hesita, mas acaba vendo que é uma mulher do século XXI e como tal, deve se acostumar à modernidade e apenas deixar rolar.
Eles se encontram, tomam um café, assistem um pouco de tevê no point mais próximo. Acabam se beijando sim, mas sem nenhum sentimento e em uma semana ou menos, nenhum dos dois irá se lembrar do ocorrido, esquecerão tudo o que foi bom e também tudo o que foi ruim, a experiência na memória, contará apenas como estatística, como se cada pessoa que passasse pela vida de ambos, fosse identificada com um número. Não mais com o Romantismo do século XVIII, onde até o cheiro, o toque, o olhar, o andar, o falar...tudo era expressão própria de cada um e sempre ficava na memória do autor.
Isso tudo acabou, os românticos de hoje em dia nos levam no máximo no cinema(Na melhor da hipóteses).

10 comentários:

Macaco Pipi disse...

dá um filme!

Eliseu Antonio Gomes disse...

Duda

Romancista?

Vejo neste post o equivalente às páginas de um livro, o retrato de uma sociedade onde os valores mais importantes estão afundando no mar do esquecimento.

Isso tem consequências. Vejo crianças amamentando crianças, vejo avós cuidando de filhas e netas... Mulheres em faixa-etária bem jovem: avós com 34 e mães com entre 16 e 14 anos. E já começam a aparecer as bisavós de nos seus 40.

Triste, não é?

Tay disse...

Adorei!!
Ainda bem que mesmo viciada em msn, eu tenho um namoro real!!!

Beijooos!
PS: Estou seguindo!

Andre Mansim disse...

é as coisas mudaram mesmo, as pessoas estão mais frias e se relacionando pouco umas com as outras, eu gostei muito do post e do seu blog, parabens !

Visita o meu :
http://amansim.blogspot.com/

Gil disse...

É verdade,hj em dia o essencial foi esquecido pelas pessoas...
Antes tinha aquele frio na barriga no primeiro olhar,o primeiro beijo era intenso e cheio se emoção e os namoros eram frutos de sentimentos verdadeiros...hj?
eh bem isso mesmo que escreveu...
basta ter msn,marcar um encontro e pronto.Depois? ah...depois tudo denovo com outra pessoa...

Juliana disse...

Nossa!!! adoreeei o post... é isso msm que acontece.. os casais de hj em dia esquecerem o q é romantismo...aliás romantismo hj é motivo de zuação..as vezes querem sim falar palavras bonitas ou ate msm levar flores (será que ainda acontece?)mas tem medo de serem zuados pelos amigos... as pessoas hj em dia vão mto pela cabeça dos outros...

obg pelo comentário!!!
hj é sobre maquiagem toda mulher gosta rsrs...olha la e comenta!!

seguindoo

Bjoks!!!

Pedro disse...

Pior que é verdade,
hoje, a moda é namoro virtual, eu acho isso um saco.
é tão bom tocar, abraçar, beijar.


=)

Dany disse...

Duda, na melhor das hipóteses, a gente nem aceita o convite para o encontro. Relacionamentos descartáveis são descartáveis :)

viciadas.make disse...

É tudo verdade!
Você escreve bem, hein. Parabéns pelo blog, e pelos textos, sucesso!
Beijos

.
http://viciadasemake.blogspot.com/
.

Maknim disse...

Relacionamentos descartáveis acontecem diariamente à nossa volta, nos dias de hoje, os relacionamentos mal começam, se consomem com a velocidade de uma Super nova e logo fazem parte do finito imaginário do universo, onde tudo que deixa de existir passa a ser esquecido.

;)