BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS »

sábado, 19 de dezembro de 2009

Devaneios casuais


Você já esteve em um ônibus e ficou imaginando coisas? Coisas variadas, você olha pela janela e de repente a imaginação começa a vagar, passa a correr e até a voar? Pois eu já, mil vezes.
Olho pela janela, se vejo uma senhora fico imaginando o nome dela, quantos anos, filhos etc.
A questão é que nossa imaginação é algo perigoso e pode realmente vir a ser nossa realidade, ou pelo menos próximo dela.
Por isso a menina Léia ficou irritada, por achar que o cara que entrara no ônibus decifrara sua imaginação(o que ela achava ser um código sombrio e inconstante). O rapaz entra, senta ao seu lado e diz:
_Olha só o tamanho que você está!
"Meu Deus, o bonitão está falando comigo. Ainda me confundiu..."
_Desculpe, mas acho que não me lembro de você.
_Claro que não! Você tinha dois anos da útlima vez que nos vimos pessoalmente.
"Ele deve ser um daqueles meninos chatos que puxavam meu lacinho na creche."
_Sendo assim, desculpe, mas não posso me lembrar.
"Evidentemente."
_Léia, você está muito bonita!
"Pelo visto parece que ele realmente me conhece, quando ele entrou imaginei que pudéssemos trocar alguns olhares, mas não era pra tanto."
_Será que posso saber da onde você possa ter me conhecido tão bem, pra saber até meu nome?
"Agora eu quero ver!"
_Claro que pode, não só pode como deve. Sou seu primo Breno, sua mãe deve se lembrar de mim. Sou filho do seu tio Carlos. Quando ele e minha mãe se separaram eu fui obrigado a mudar de cidade, então perdemos todo o contato com esse lado da família. Mas agora resolvi morar com meu pai e quem diria que eu encontraria a minha priminha, que por sinal já deve ter uns dezessete anos.
"Quem diria digo eu, que aquele garoto feio e chato que está em todas as minhas fotos até os dois anos fiaria tão gato!?"
_Não, não...só tenho catorze anos...
_Mas parece que tem mais. Prima eu tenho que descer no próximo ponto, mas anota meu msn, depois eu passo o telefone pra vocês me ligarem.
_Tudo bem, pode passar que eu adiciono.
"Nunca na sua vida! Se minha mãe quiser que adicione, o msn dela anda morto mesmo. Além disso esse garoto é gato, mas é chato e se veste muito mal."
_Já está anotado, até a próxima.
_Tchau prima, mande um beijo pra sua mãe.
"Será que esse garoto decifrou minha imaginação? Coisa esquisita!"
Na verdade a situação não tem nada de estranho, apenas uma pessoa que imaginou uma coisa e acabou descobrindo que as coisas não eram da forma que ela pensava e ficou frustrada.
Enfim, imaginar é bom, devanear é melhor ainda. Mas a certeza é bem melhor, além do mais, aprender a lidar com frustrações é interessante até mesmo em pequenas proporções.
Nossa mente é como uma estrada de mão dupla, de um lado a imaginação que vai e do outro a realidade que vem, sempre em alta velocidade e com alto risco de colisão. Só nos resta respeitar as sinalizações.

Um comentário:

Maary S. disse...

Ás vezes perco o controle da minha mente e ela flui de uma tal maneira que quando percebo perdi muito tempo em devaneios que gostaria que se tornassem verdade, e perdi o tempo em que poderia fazer isso torna real!
Devemos ter cuidado com nossa imaginação e as frustrações, mas acho que ainda é permitido (e incrivelmente maravilhoso)sonhar!
Adorei! *-*